Trilhando Competência mostra trabalhos inovadores e de impacto social - Unifemm
3121062106 | ouvidoria@unifemm.edu.br

Notícias Unifemm

Trilhando Competência mostra trabalhos inovadores e de impacto social

Maquetes e protótipos eram carregados em meio a um intenso movimento nos corredores. Estudantes passavam os últimos pontos importantes, enquanto outros apresentavam seus trabalhos diante de uma banca de convidados. Essa intensa movimentação ocupou dois prédios do Campus do UNIFEMM na noite de quarta-feira, 07 de novembro, durante o Trilhando Competência. A 6a edição de um dos maiores eventos acadêmicos da região contou este ano com a participação de 1250 estudantes de graduação e a presença de 240 convidados, entre profissionais de diversas empresas locais, pesquisadores e autoridades de Sete Lagoas e região.

No total, foram apresentados 82 trabalhos que trouxeram inovação e novas tecnologias, como o protótipo de uma casa com iluminação controlada por aplicativo de celular, desenvolvido pelo grupo Exemplar, do 10o período de Engenharia de Produção Mecânica. A energia renovável também ganhou espaço este ano. O grupo Renowhat, do 8o período de Engenharia Elétrica, montou um projeto de usina eólica próxima aos centros de consumidores e o grupo Bis, formado por alunos do 2o período das engenharias Elétrica e Química, fizeram uma demonstração do uso de lentes com o objetivo de otimizar a captação de energia solar e, dessa forma, reduzir o tamanho e o preço das placas fotovoltaicas.

Em um trabalho conjunto, alunos do 2o período das Engenharias Elétricas, Química e Produção Mecânica e do 6o período de Civil desenvolveram um projeto de instalação e manutenção de pontos de recarga para os novos veículos movidos à energia elétrica. Através deste trabalho, o grupo Engenharia do Bem mira em um mercado em expansão, que cresceu 55% em apenas um ano e atingiu uma frota de 3,2 milhões de carros em 2018.

A solução para problemas sociais também foi abordada pelos estudantes. O grupo Arquitetura sem Limites, formado por alunos do 6o ao 8o período de Arquitetura e Urbanismo, idealizou um projeto para transformar um ônibus em banheiro para o uso de moradores de rua. Do 6o período de Engenharia Civil, o grupo Alpha desenvolveu um serviço de reciclagem de concreto que sobra nas construções civis. Já o grupo Três Irmãos, também da Engenharia Civil, colocou literalmente a mão na massa e realizou a adaptação de uma casa de família de baixa renda em Baldim. As obras tinham o objetivo de tornar mais acessível o imóvel em que mora uma mãe com seus três filhos com deficiência física e mental.

Este ano, o Trilhando Competências trouxe algumas novidades. Dentre elas a participação de estudantes do ensino médio de escolas públicas e particulares de Sete Lagoas e região na elaboração dos projetos. “Desta forma, os estudantes tiveram a oportunidade de conhecer de perto o desenvolvimento de projetos de graduação. Isso contribui para que eles tenham o primeiro contato direto com o mundo acadêmico e possam decidir qual carreira seguir”, observa a professora Valéria Reis, uma das organizadoras do Trilhando Competências, que este ano teve como tema o Protagonismo.

“O protagonismo é trazer para si a responsabilidade da sua carreira. Você é o principal ator dentro do seu desenvolvimento no mercado de trabalho. Por isso, este tema é tão pertinente para nós, estudantes e futuros profissionais que querem ocupar importantes cargos nas empresas”, avalia o aluno de 8o período de Engenharia de Produção, Alexander Bastos.

Para o estudante de Engenharia Ambiental Bruno Fernandes, o Trilhando Competências é importante para desenvolver habilidades essenciais no mercado de trabalho. “O profissional que se pauta na ética, na habilidade técnica e busca um diferencial inovador tende a se destacar neste mercado de trabalho em constante transições”, afirma.

Confira outras Notícias

A+
A
A-
PD
AC
Atendimento via chat
Atendimento via chat