Alunos do Colégio UNIFEMM realizam Júri Simulado, com base no Código de Hamurabi - Unifemm
3121062106 | ouvidoria@unifemm.edu.br

Notícias Unifemm

Alunos do Colégio UNIFEMM realizam Júri Simulado, com base no Código de Hamurabi

A professora de História, Ivete Batista, realizou, no dia 22 de fevereiro, com as turmas do 1º ano do Ensino Médio, um Júri Simulado baseado no Código de Hamurabi, no Colégio, com o objetivo de permitir aos alunos que fossem discutidos vários pontos de um mesmo tema, auxiliando no processo de construção e desenvolvimento de conceitos, bem como na participação de todos, a fim de instigar o senso crítico e a reflexão. A principal estratégia dessa atividade teve como base um assunto polêmico ou que, perceptivelmente, dividia opiniões.

O imperador babilônico Hamurabi (1728 a.C., e 1686 a.C) apresentou aos vários povos que habitavam a Mesopotâmia, um código de leis, visando ao ajustamento das populações a apenas um conjunto de regras: o CÓDIGO DE HAMURABI. Por ser considerado um código de leis muito rígido e rigoroso, baseado no princípio do “olho por olho, dente por dente”, em 281 leis, causa estranheza a dureza do código. No intuito de desenvolver, nos alunos, o senso crítico, a argumentação elaborada e diversificada, possibilitando que o aluno se coloque no lugar do outro, foram escolhidas algumas leis do Código de Hamurabi e os discentes tiveram que elaborar novas punições para essas leis, pensando no mundo contemporâneo, levando em consideração a Constituição Federal e os Direitos Humanos.

Nesse processo, a professora foi apenas a mediadora, fomentando a complexidade argumentativa gerando uma produção discursiva nos alunos. “Foi uma experiência muito rica e prazerosa, à medida que perceberam como é difícil criar leis, pensando em todos os aspectos envolvidos. As argumentações e interpretações foram mudando ao longo do processo, visto que perceberam as muitas implicações,”, concluiu Ivete Batista.

Confira outras Notícias

A+
A
A-
PD
AC
Atendimento via chat
Atendimento via chat