Enade - UNIFEMM - Centro Universitário de Sete Lagoas
(31) 2106 2106 | ouvidoria@unifemm.edu.br

Dúvidades frequentes ENADE



É o Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes de Graduação, sendo um dos procedimentos de avaliação do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).


Mensurar o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos previstos nas diretrizes curriculares do curso, suas habilidades para ajustamento às exigências decorrentes da evolução do conhecimento e suas competências para compreender temas exteriores ao âmbito específico de sua profissão, ligados à realidade brasileira e mundiais e a outras áreas de conhecimento.


Conforme disposição do art. 5º, § 5º, da Lei nº. 10.861/2004, o ENADE constitui-se componente curricular obrigatório, sendo inscrita no histórico escolar do estudante somente a situação regular com relação a essa obrigação. O estudante selecionado que não comparecer ao Exame estará em situação irregular junto ao ENADE.


·        Ingressantes – estudantes que iniciaram o curso em 2017, e estão devidamente matriculados, e tenham de zero a 25% da carga horária mínima do currículo do curso cumprida até o final das inscrições do Enade 2017.

·        Concluintes dos Cursos de Bacharelado ou Licenciatura – estudantes com expectativa de conclusão do curso até julho de 2018 ou que tenham cumprido 80% ou mais da carga horária mínima do currículo do curso até o final das inscrições do Enade 2017.

·        Concluintes dos Cursos Superiores de Tecnologia – estudantes com expectativa de conclusão do curso até dezembro de 2017 ou que tenham cumprido 75% ou mais da carga horária mínima do currículo do até o final das inscrições do Enade 2017.

·        Ingressantes e Concluintes Irregulares – estudantes que, apesar de habilitados, não foram inscritos ou não fizeram o exame por motivos não previstos na Portaria Normativa MEC nº 40/2007. Estes estudantes devem ser inscritos para regularização der sua situação, porém não realizarão o Exame.

 

Apesar de as inscrições serem necessárias para os ingressantes e concluintes delimitados, fazem a prova, efetivamente, apenas os concluintes. Todas as inscrições são de responsabilidade das Instituições de Educação Superior (IES).


O estudante concluinte habilitado ao ENADE 2017, que não realizar a prova, não poderá colar grau e, consequentemente, receber o seu diploma, enquanto não regularizar a sua situação junto ao ENADE, haja vista não ter concluído o respectivo curso de graduação (o ENADE é componente curricular obrigatório).


Serão avaliados, em 2017, os estudantes de cursos do UNIFEMM vinculados às seguintes áreas:

Bacharelado em:

  • Arquitetura e Urbanismo;
  • Ciências Biológicas;
  • Engenharia Ambiental;
  • Engenharia Civil;
  • Engenharia de Produção;
  • Engenharia Elétrica;
  • Engenharia Química.
  • Engenharia[1]

 

Licenciatura em:

  • Ciências Biológicas;
  • Educação Física.
 

[1] Todos os cursos de Engenharia que não se enquadram nas áreas específicas discriminadas pela Portaria do ENADE devem ser enquadrados na área Engenharia. Assim, o curso de Engenharia Metalúrgica é avaliado como curso de Engenharia.


Um bom resultado no Enade valoriza o aluno, a instituição e consequentemente o seu diploma frente à sociedade e ao mercado de trabalho. Com um resultado positivo, a qualidade de seu curso é ressaltada e ganha destaque nacional quando comparado com outras instituições de ensino superior. Além disso, o conceito positivo no Enade proporciona ao futuro aluno ingressante maior possibilidade de financiamento estudantil (FIES) e bolsa do PROUNI.

 


O Edital nº26, de 16/06/17, evidencia as situações de dispensa de estudantes junto ao ENADE 2017. Os estudantes que se enquadram nestas situações e não precisam ser inscritos para participar do Exame são:

* os que colarem grau até o último dia do período de retificações, isto é, dia 25 de agosto de 2017;

* os oficialmente matriculados e cursando atividades curriculares fora do Brasil na data de realização do Enade 2017, em instituição conveniada com sua instituição de origem.

 

 Em 2017, os alunos ingressantes e os irregulares devem ser inscritos, mas ficam dispensados da prova ENADE. Também não precisam ser inscritos os estudantes concluintes matriculados em cursos não descritos na Portaria Normativa nº 08 de 26 de Abril de 2017 e que não estejam em situação de irregularidade junto ao Exame.


Em 2017, a inscrição continua sendo responsabilidade do coordenador, mas cada estudante deverá realizar seu cadastro, informando suas especificidades, inclusive com relação a necessidade de atendimento especializado, além de outros dados pessoais, como CPF, telefone e email, para o qual serão enviadas as informações relativas ao Exame. Efetivar o Cadastro é fundamental para o preenchimento do Questionário do Estudante.


O Questionário do Estudante estará acessível durante o período de 28 de agosto a 26 de novembro de 2017 e deverá ser respondido pelos concluintes dos cursos avaliados em 2017 exclusivamente por meio da página http://enade.inep.gov.br. Seu preenchimento é obrigatório e o aluno que não o preencher dentro do prazo estabelecido ficará irregular junto ao ENADE, mesmo que tenha feito a prova.


O Edital nº26, de 16/06/17, determina que a informação acerca do local da prova estará disponível ao aluno a partir de 13/11/17, na página http://enade.inep.gov.br, e que o mesmo poderá consulta-la com a utilização de sua senha, que é pessoal e intransferível.


Os estudantes deverão conhecer antecipadamente o seu local de prova e estimar o tempo necessário ao percurso desde sua residência, observando a data e o horário estabelecido – 13:30h (horário oficial de Brasília) do dia 26 de novembro de 2017. Destaca-se a importância de se chegar com antecedência ao local de prova – a recomendação é chegar às 12:00 horas, para localizar a sala e cumprir outras formalidades. Eles deverão estar munidos de documento oficial de identificação com fotografia. A participação no ENADE 2017 será atestada por meio da assinatura do estudante na lista de presença de sala e no cartão de respostas às questões objetivas da prova.


De acordo com a Portaria Normativa nº 08/2017, o estudante que deixar o local de prova antes de 1 (uma) hora do seu início responderá pelas mesmas consequências daquele que não compareceu ao exame. Ou seja, será considerado “ausente” e ficará em situação irregular junto ao ENADE 2017.


De acordo com a Tabela abaixo, a prova é composta de 40 questões entre Formação Geral e Formação Específica e outras 9 questões do Questionário de Percepção da Prova. Sobre a prova de Formação Geral, serão 2 questões discursivas e 8 questões objetivas, enquanto para Formação Específica serão 3 questões discursivas e 27 questões objetivas. O questionário de Percepção da Prova não é avaliado, porém é de extrema importância conhecer sua opinião sobre as questões avaliadas. 

Partes

Número de questões

Peso das questões no componente

Peso dos componentes no cálculo da nota

Formação Geral / Discursivas

D1 e D2

40%

25%

Formação Geral / Objetivas

1 a 8

60%

Componente Específico / Discursivas

D3 a D5

15%

75%

Componente Específico / Objetivas

9 a 35

85%

Questionário de Percepções da Prova

1 a 9

-

-

Fonte: Prova ENADE, 2014.


Há algumas diferenças nessa edição do Exame. Uma delas é que ele passa a ter um edital para regular as obrigações do estudante e as regras de dispensa, além de trazer informações sobre inscrição, cadastro e aplicação. Além disso, em 2017, cada estudante deverá realizar seu cadastro e este é requisito fundamental para preenchimento do Questionário do Estudante. Outra alteração se refere ao estudante que cursa mais de uma graduação. Agora, a escolha do curso que será avaliado deve ser feita durante o cadastro citado acima, no qual também é declarada a necessidade de atendimento especial e/ou específico, quando for o caso.


A+
A
A-
PD
AC